nov 6
black-friday

O que você não sabia sobre a Black Friday

No dia 23 de novembro acontece uma das datas mais esperadas pelo comércio do mundo todo: a Black Friday. Tendo origem nos Estados Unidos, o evento sempre ocorre um dia após o feriado de Ação de Graças, considerado o mais importante do ano para os americanos, e possui filas a perder de vista.

 

Nessa ocasião, as lojas oferecem descontos generosos de seus produtos, como forma de impulsionar o início das vendas para o natal. Em alguns lugares os descontos podem chegar em até 90% do preço original.

 

A primeira Black Friday no Brasil ocorreu em 28 de novembro de 2010, com vendas tímidas comparadas a outros países. Hoje o evento é um grande sucesso de vendas no Brasil, sendo aguardada o ano inteiro. Pensando nisso, resolvemos separar algumas curiosidades que você provavelmente não sabia sobre a Black Friday.

 

Por que o nome “Black Friday”?

 

Por mais que tenha uma sonoridade legal em inglês, no português o termo “sexta-feira negra” não parece ter uma boa conotação. E, se você tem essa impressão, saiba que não está totalmente errado.

 

inacreditavel

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No início, o termo foi usado como referência a uma grande queda na Bolsa de Nova York, em 1869. Segundo a BBC, a bolsa precisou intervir em um conflito entre dois especuladores tentando tomar o mercado, elevando a oferta da matéria-prima. O resultado foi que os preços do ouro caíram e muitos investidores quebraram.

 

O termo “Black Friday” como usamos hoje só surgiu depois dessa catástrofe econômica, na Flórida. Só em meados de 1990 que o termo se tornou popular nos Estados Unidos. O curioso é que, mesmo depois desse nome, a Black Friday só tomou a proporção que tem hoje no ano de 2001.

 

Black Friday ou Big Friday?

 

Esse termo começou a ganhar popularidade na Filadélfia. Os policiais frustrados pelo trânsito causado começaram a se referir dessa forma à Black Friday.

 

Os lojistas evidentemente não gostaram de ser associados ao tráfego e à poluição. Eles decidiram repaginar o termo para “Big Friday” (“A grande Sexta”), segundo um jornal local de 1961.

 

Walmart quebrou a tradição?

 

No Brasil, sabemos que a Black Friday costuma começar, para alguns lojistas, no dia anterior. Sem contar que há quem comece durante a semana ou até mesmo fazendo liquidações o mês inteiro. O famoso “Black November”.

Porém, nos Estados Unidos, a tradição sempre foi iniciar os descontos na sexta-feira que precede o Feriado de Ação de Graças, e muitas lojas abriram suas portas às 00:00 de sexta-feira.

 

Só que em 2011, a famosa rede de supermercados Walmart quebrou a tradição, decidindo abrir suas portas na tarde do Dia de Ação de Graças, pegando consumidores e concorrentes de surpresa. Com isso, muitas lojas começaram a abrir suas portas no Dia de Ação de Graças, o que chegou a receber o nome de “Grey Thursday” (Quinta-feira cinza).

 

A Black Friday passou a significar ‘voltar ao azul’?

 

Lojistas conseguiram dar uma interpretação positiva ao termo ao dizer que se referia ao momento em que os estabelecimentos voltavam ao azul, ou seja, voltavam a ter lucro. Porém, não existem provas de que isso realmente tenha acontecido.

 

Por outro lado, é verdade que o período de festas e final do ano corresponde à maior parte de gastos de consumo do ano.

 

Mas com relação às receitas terem um acréscimo, não é confirmado, pois os lojistas costumam trabalhar com altos descontos, apertando ainda mais a margem de lucro em cima da venda.

 

E no Brasil?

 

Como comentamos no início, a Black Friday teve início no Brasil em 2010. No início, muitos lojistas ficaram receosos, já que alguns aproveitaram o “jeitinho brasileiro”, para aumentar os preços dos produtos alguns dias antes e depois acabavam vendendo pelo preço original.

 

Mas por sorte, sabemos que essa prática está diminuindo. Muitas pessoas aproveitam esta data para fazer suas compras de natal.

 

Um exemplo disso é o aumento das vendas no e-commerce. As vendas online no Brasil em 2016, alcançaram quase 2 bilhões de reais. Em 2015, esses números ficaram em torno de 1,64 bilhão.

 

Os produtos mais vendidos durante a Black Friday costumam ser smartphones, seguidos de eletrodomésticos e roupas.

E aí, você sabia dessas curiosidades a respeito da Black Friday?

Deixa pra gente nos comentários. E não se esqueça de acompanhar a gente nos blogs e nas redes sociais. Abraço e até a próxima!

 

 

Deixe o seu comentário: