maio 2
5-maneiras-simples-de-vender-mais

5 maneiras simples para aumentar as vendas da sua loja em tempos de crise

Desde 2015, a economia no país não tem sido como os empresários gostariam. Menos emprego, faturamento abaixo da média, menos investimentos representam uma mudança no comportamento do consumidor. Hoje, os clientes resistem em abrir a carteira e descartam o que consideram supérfluo. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) confirma em números o que os lojistas já sentem na pele. De acordo com o órgão o comércio varejista acumula uma queda de 5,12%, no acumulado dos últimos 12 meses.

Difícil não se assustar com um cenário como esse, não é mesmo? Mas fique tranquilo! Mesmo que soe contraditório unir crise e crescimento, é preciso vislumbrar as oportunidades no atual cenário econômico, pois sempre existem dois lados de uma mesma situação. A boa notícia é que com preparação, planejamento e adotando atitudes simples, é possível sobreviver à recessão e, claro, crescer.

Separamos cinco dicas que irão transformar as vendas do seu negócio. Comece hoje mesmo a aplicar essas estratégias em sua loja e enfrente a crise sem medo. Confira.

1- Conheça seu consumidor

De acordo com o site Ideias de Marketing, existem pelo menos 12 tipos diferentes de clientes. Ou seja, seu produto pode ser o mesmo, mas as necessidades de cada consumidor nunca serão iguais. Por isso, é preciso tornar-se um especialista sobre o comportamento do seu público para não só vender mais, como de forma assertiva.

Saiba do que seus clientes gostam ou não gostam, especificamente. Conheça seus padrões de compras, saiba como eles encontraram sua loja, conheça o histórico de compras de seus clientes mais assíduos e o mais importante, se possível, saiba seu nome.

A personalização do atendimento torna o processo de vendas muito mais prático. Por exemplo, saber que a dona Ana compra blusas de número M, pode ajudar na hora de elaborar uma ação de vendas direcionada.

Antigamente era muito complicado obter esse tipo de percepção sobre os clientes. Porém, tudo mudou. Com a recente tecnologia você pode rapidamente obter dados de clientes como telefone de contato e histórico de compras.

2- Faça promoções

É fato que ninguém resiste a uma boa promoção, não é mesmo? A promoção é umas das ferramentas de marketing mais populares no comércio. Usada por 10 entre 10 lojistas, as promoções tem como objetivo angariar novos clientes, queimar estoques parados ou aumentar as vendas em curto espaço de tempo.

A grande vantagem desta ação é que ela está praticamente ao alcance de qualquer comércio, independentemente do ramo de atividade, porte ou localização geográfica, pois na maioria dos casos não depende de grandes investimentos. “Leve 3, pague 2!”, “Compre hoje e ganhe um brinde!” e “Descontos de até 50%”. Criar promoções e liquidações eficientes – levando em conta desde o nível dos estoques até a organização da loja e a motivação da equipe de vendas – é fundamental para a saúde de caixa dos comerciantes em qualquer época do ano.

Você definiu seu objetivo, formatou um combinado de condições atrativas para o consumidor, determinou o período da sua promoção e preparou sua equipe: é claro que todo esse trabalho precisa ser valorizado com uma divulgação à altura. Para isso você pode usar algumas opções como o SMS marketing, que assim como as promoções, também exige um baixo investimento. Lembrando apenas que a promoção precisa ter prazo para acabar, porque isso cria uma sensação de urgência no cliente. Ele não vai querer se arriscar a perder a oportunidade e a decisão e compra será mais rápida.

5-maneiras-de-vender-mais

3- Estabeleça metas com recompensas para a força de vendas

Todo comportamento humano é originado pela motivação. Motivação significa ter um motivo para ação. No comércio a força de vendas é um dos elementos essenciais. É preciso mantê-la motivada para que alcance os resultados desejados. Para o consultor em vendas, Diego Berro, existem 10 pontos que determinam a motivação de uma equipe, mas 3 fatores são essências: feedback, metas e remuneração.

Feedbacks são necessários, pois é preciso reconhecer erros e acertos, para que a loja possa se manter em constante melhoria. O objetivo do feedback é ser construtivo, a ideia é evitar as críticas que não sejam proveitosas. Já opiniões sinceras são sempre bem-vinda ajudam o vendedor a crescer. As metas também compõem o processo de motivação. Os vendedores que alcançam suas metas, ganham e a empresa também ganha por vender mais e manter colaboradores incentivados a atender mais clientes.

O reconhecimento através de recompensas e premiações, também é um fator determinante para a motivação de qualquer equipe de vendas. Alguns comerciários acreditam que o vendedor não tem direito a participação nos resultados, pois já está sendo pago para vender. Entretanto deixamos bem claro: não pense dessa maneira! Não vender é uma etapa natural do processo de vendas! Isso porque, muitas vezes, mesmo dialogando, apresentado o produto ou serviço ao cliente, negociando, e tudo mais, a venda não acontece. Quando uma venda não acontece, mesmo assim o esforço da força de vendas que lutou para que a venda acontecesse, precisa ser premiado e reconhecido.

4- Invista nos clientes que você já possui

De acordo com um estudo divulgado pelas empresas de marketing LoyaltyOne e Epsilon International, aproximadamente 27% dos brasileiros que fazem parte de uma campanha de relacionamento se sentem motivados a comprar mais vezes da mesma empresa. Por isso, em momentos de instabilidade é essencial economizar, foque em atrair os clientes que você já tem.

A busca pela fidelização deve ser encarada pelas organizações como algo que deve ser conquistado e mantido todos os dias, em todos os momentos em que o consumidor estiver em contato com seus produtos, serviços, pessoas ou marca. Desenvolva e mantenha um bom relacionamento com seu cliente ao longo do tempo. Isso está diretamente relacionado ao atendimento, à prestação de serviços adicionais e à construção da empatia entre a empresa e seu público-alvo.

Ao olhar para seus clientes já ativos busque saber com que frequência eles se relacionam com a sua empresa e tente identificar formas de aumentar essa frequência. Você pode rastrear produtos que sejam do interesse dele e que não estão sendo oferecidos como deveriam, por exemplo.

5- Invista em tecnologia

O sucesso de uma empresa passa, cada vez mais, pelo grau de investimento em tecnologia feito. Mesmo quando falamos de micro e pequenos aqueles que investem mais em tecnologia têm mais chances de sucesso e crescem mais rápido. Isso porque a tecnologia auxilia na otimização de processos, reduzindo custos. Um bom relatório, e-mail em massa ou ferramenta app móvel pode aumentar a eficiência de um vendedor, ajudando em suas metas de vendas e sua motivação.

estatisticas-para-vender-mais

Existem diversas tecnologias que podem melhorar as vendas de seu negócio – adote aquelas que se adequam melhor à sua empresa. Se o seu objetivo, por exemplo, é fazer com que os consumidores retornem a loja ou ter maior controle sobre as vendas da equipe, é necessário implementar um software de baixo custo e altamente eficiente. Neste caso, você pode optar pelo SIXDOO.

Se você quiser, pode experimentar o SIXDOO gratuitamente.

Banner-blog

Leia dicas simples e práticas para tornar as vendas da sua loja ainda mais lucrativas aqui no nosso blog. Cadastre-se na Newsletter!

Fontes: Administradores, Revista EXAME, Sebrae, Agendor, Negócios de valor.

Deixe o seu comentário: